Loading...

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Mais de 60 mil aplaudem Bon Jovi em Sampa

Gritos histéricos. Fãs enlouquecidas. Juras de amor. Não, não estamos falando de Justin Bieber, Luan Santana ou do Restart. E sim de um senhor de quase 50 anos, que lidera uma das bandas de maior sucesso do planeta.
Jon Bon Jovi e seus companheiros fizeram a alegria de quase 60 mil pessoas que estiveram na noite de quarta-feira (6) no estádio do Morumbi, em São Paulo. Por três horas, a banda de Nova Jersey fez o que tem de melhor e o que os fãs queriam: tocou os velhos hits, sem arriscar a idolatria. Para quem gosta de se divertir, prato cheio.
Se a qualidade do som não foi tão boa (especialmente para quem estava na pista, do meio do gramado para trás), Bon Jovi não decepcionou seus fãs. Carismático, cantou, pulou, fez cara de colo e rebolou. Tudo acompanhado de choros, desmaios e gritos. O bonitão até arriscou palavras em português. “É bom estar de volta. Quinze anos depois, isso é embaraçoso. Poderíamos voltar aqui todos os anos”, declarou ao citar o último show no país, em 1994.
Aos 48 anos, Bon Jovi mostrou no palco montado no gramado do Morumbi muita vitalidade. Provou o que disse horas antes, em uma coletiva de imprensa no estádio paulistano. Questionado por uma repórter se não se achava velho, o cantor rebateu com bom humor: “Posso fazer tudo duas vezes, seja com mulheres de 60 anos ou garotas como você”.
O público deixou o Morumbi satisfeito com o que viu e escutou. Sem palcos mirabolantes ou show de pirotecnia. Um bom e velho rock n'roll. Com o charme e carisma de Jon Bon Jovi.

Um comentário:

  1. Eu estava lá!
    Foi muito foda mesmo, o melhor show que eu já fui.
    A única coisa que estragou foram os gays do fresno abrindo o show. ¬¬

    P.S: Eu era um dos gritos histéricos em meio a multidão XD"

    ResponderExcluir