Loading...

sábado, 10 de abril de 2010

Epica e W.A.S.P. em Sampa. Dois ícones de estilos diferentes do rock.



No sábado, dia 10 de Abril, São Paulo teve dois grandes shows para os apreciadores do rock´n roll. Porém, duas vertentes bem diferentes. O Epica, banda holandesa de Metal Melódico/Sinfônico, fundada por Mark Jansen (ex-guitarrista do After Forever)no final de 2002 tocou na Via Funchal. Utilizando vocal soprano e gutural, suas letras retratam o amor, o ódio, a agonia, a revolta, a cultura, as religiões e o sentido da vida. No final de 2002,Mark Jansen saiu da banda After Forever, alegando divergências musicais com os demais integrantes, que desejavam um direcionamento mais pesado e menos sinfônico. Aí surgiu o Epica, em 2003. A turnê que chega ao Brasil é do álbum Design your Universe. Já o W.A.S.P teve início na segunda geração do “shock rock”, gênero típico norte-americano que, além da música, se empenhava em usar o visual para chocar seu público – especialmente as mães dos fãs adolescentes. Entre os artifícios mais comuns estavam muita maquiagem, cabelos repicados, instrumentos de tortura e, invariavelmente, um pouco de sangue falso no palco.
Um dos primeiros a ter sucesso nesta onda foi Alice Cooper – que no início dos 70 teve coragem de montar uma guilhotina e simular sua própria decapitação no palco – e acabou sendo seguido por Twisted Sister, New York Dolls, Mötley Crue e o próprio W.A.S.P., que se apresentou no Santana Hall.

Nenhum comentário:

Postar um comentário